segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Ser você

"Tira a máscara que cobre o seu rosto
Se mostre e eu descubro se eu gosto
Do seu verdadeiro jeito de ser

Ninguém merece ser só mais um bonitinho
Nem transparecer, consciente, inconsequente
Sem se preocupar em ser adulto ou criança
O importante é ser você

Mesmo que seja estranho, seja você
Mesmo que seja bizarro, bizarro, bizarro
Mesmo que seja estranho, seja você
Mesmo que seja"

Pitty - Máscara


Essa música pode parecer meio batida, eu pelo menos nos meus 15 anos ouvia sempre mas nem me tocava da profundidade que essas estrofes carregam... Nessa época eu achava que ser você era simplesmente se vestir de acordo com o "seu" estilo, ouvir as músicas que você curte mesmo que não sejam as mesmas dos seus amigos, não seguir uma religião só porque todo mundo que você conhece segue... Bom, isso era um começo, não ser um maria vai com as outras já é alguma coisa, mas hoje vejo que ser você é bem mais que isso...
Quantas vezes admiramos pessoas por suas ideias, pelo que demonstram ser em público, pela imagem que transmitem mas quando temos a oportunidade de ver mais de perto percebemos que muito do que se fala é contradito por suas atitudes?
Pior, quantas vezes criamos uma imagem dessas pessoas e lutamos a todo custo contra nossa própria percepção para não ter que enxergar a realidade que está ali, bem na nossa frente, de que ela não é aquilo tudo que diz ser ou que nós idealizamos?
Eu sei que ninguém é perfeito, todo ser humano está sujeito a erros... O problema é quando a própria pessoa não se aceita como é e constrói uma falsa imagem de si mesma e passa essa imagem para a frente como sendo legítima. Por que ela faz isso? Por ser má e querer enganar um monte de gente? As vezes sim. Mas as vezes é por insegurança. Medo de decepcionar. Medo de não ser aceito. É um ciclo vicioso pois a sociedade exige "perfis de tv", pessoas perfeitinhas, relacionamentos felizes, famílias doriana, belezas impecáveis (a todo custo corrigidas por maquiagem, cirurgia plástica ou photoshop), pessoas politicamente corretas, etc... Muitas vezes reproduzimos esse comportamento de tentar mostrar perfeição sem que isso seja consciente, ainda mais na era da informação onde tudo está na rede em tempo real... Só que isso não existe... E muitas vezes as pessoas fazem uma escolha: ou me adéquo ao que tá posto (finjo ser o que não sou) ou não serei ouvida...
Sei que para mudar algo só de dentro pra fora, então para lutar contra o sistema é preciso usar de suas próprias artimanhas para combatê-lo. O problema que vejo é que a maioria das pessoas quando chega , a ponto de ter força e voz para mudar alguma coisa, acaba se acomodando com o conforto de se estar lá. Aí o discurso anterior passa a não fazer mais tanto sentido, pois coloca em risco a manutenção de seu status. O discurso continua, pois de certa forma foi o que levou a pessoa a tal posição, mas para não ser constrangedor demais ele passa a ficar cada vez mais morno, distante e confuso... Pois a própria pessoa não consegue mais crê-lo... Pois critica o que ela própria se tornou... Alguns nem percebem tal ironia e seguem admirando cegamente... Pois a verdade que a pessoa põe na mentira as vezes convence muito mais que uma verdade pura... Como já foi dito, a sociedade adora uma maquiagem.
O problema não é ter defeitos, é não assumi-los e viver uma mentira. Todos temos nosso lado obscuro, aquilo que não aceitamos em nós mesmos, que vai contra nossos próprios princípios éticos e morais, por isso evitamos expor até para nós mesmos, ainda mais para os outros. Mas o problema é que esse lado mais cedo ou mais tarde se manifesta, querendo ou não, principalmente quando é reprimido, uma hora ele tem que sair de algum jeito...


Eu não espero a perfeição de ninguém, pelo contrário! Se pudesse só pediria uma coisa: não seja hipócrita. Seja coerente. Não precisa ser herói, seja só você mesmo, seja honesto! Deixe as pessoas escolherem se gostam de você ou não baseados em quem você é, não em uma imagem pintada de você. Você não é RESPONSÁVEL pelo que os outros pensam, fazem, vivem... A sua única responsabilidade nesse mundo é com você mesmo! Então, simplesmente SEJA! Não caia nessa de ser exemplo pois um dia sua máscara pode simplesmente cair, e aí? 
Não precisa expor sua intimidade para isso... Basta parar de criticar aquilo que você mesmo faz. Simples assim. Falar qualquer um fala... Será que se vive aquilo que se prega? Se não vive, não pregue.
Ou continue sendo hipócrita, é questão se escolha. Só lembre-se que nesse mundo nascemos sozinhos e partiremos sozinhos também... Do que adianta atender às expectativas dos outros e se frustrar consigo mesmo? Paz interior não tem preço.


"Só quando eu sinto a liberdade de ser eu
Corpo, mente, alma, coração
Podem ser seus"
Chimarruts - Sinto a Liberdade

2 comentários:

  1. é uma linha bem estreita...como um dia me disseram...quem é que aguenta 5 minutos de verdades sobre si mesmo?...a gente tenta né...kkk...

    ResponderExcluir
  2. Tá bom, ou quer mais açúcar? Rs...

    ResponderExcluir

O que está passando na sua cabeça nesse exato momento? Registre aí! ;)